terça-feira, maio 05, 2020

Zurrapa "(Des)governo No País Das Maravilhas" (review CD)


Temos disco! É o que a banda de Viseu grita em plenos pulmões ao mundo!

Depois de dois EPs editados, («Na Taberna Do BA» em 2017 e «Zurrapa Som Sistema» de 2018), os Zurrapa lançaram há dias este novo trabalho, o álbum "(Des)governo No País Das Maravilhas".




Há introdução, som final (Outro), há trompete e acordeão... mas tudo sem comprometer um milímetro a postura e atitude da banda, continua a sonoridade punk rock sem espinhas. Mas vamos por partes.

Na introdução ao discos, tenta-se sintonizar ´a melhor música` e entre várias tentativas a girar o botão do rádio, ainda se ouve um excerto de «...na taberna do BA» entre outras faixas.

«Esta Vida É Uma Merda» foi o tema escolhido para abrir as hostilidades. Curto e grosso, sem contemplações, ou seja, mesmo à moda dos Zurrapa. Tema corrido com bastante balanço que facilmente mete o pessoal a mexer ao vivo (e em casa).



Logo de seguida vem um dos melhores temas, «Hey! Quero Trotil». Tem um ritmo contagiante, letra festiva a preceito, bateria a marcar passo, tudo combina. Faz a festa em qualquer lado, muito bom!

«Cavacú começa com um célebre discurso do ex-presidente (que arde no inferno). A música é animada, na letra ouve-se «de barriga cheia tu vens te queixar que a tua reforma não dá para viver...». Peca apenas por a letra não ´escavacar` mais ainda a múmia.

De regresso a temática em volta do álcool, "`«Afogado Em Cerveja». Mais um tema com bastante ritmo, talvez bastante preenchido com muita letra, mas na realidade mais para o final tem coros, a dar um toque diferente.



«Nós Não Cantamos Canções De Amor» traz uma temática mais séria. Uma abordagem já feita pela banda, em alternativa a toda a festividade sentida em 90% dos temas criados. É diferente e por isso é um aspecto positivo, traz algo diferente.

De seguida vem « Tua Cadela Careca» e conta-nos uma história (verídica?). Ouve-se "a tua cadela... a mais linda de Portugal..." que nos faz lembrar de imediato "O meu Cão É Zarolho" dos Vómito.

Mais um tema sério no disco, «Toureiros Assassinos». A letra é sem dúvida muito assertiva, mas preenche muito a música (na minha opinião, claro), não deixando a música ´respirar`. Mas atenção, não resulta mal. Mensagem transmitida, música assimilada.

Regressa a temática alcoólica festiva com «Pindelo Metaleiro» com clara alusão ao Milagre Metaleiro, associação cultural que promove eventos musicais e claro, muito regados e com muitos churrascos (e por onde a banda já actuou).




«Carne P´ra Canhão» mostra-nos novamente uns Zurrapa mais sérios. "Sabes que lhes dá prazer verem-te caído no chão... é um alvo a abater, tu és só carne p´ra canhão".

Quase no fim chega-nos «Que Avance A Destruição», ouvem-se sirenes e começa logo com bastante balanço, com a letra a girar em torno da guerra, fome e... destruição. Com um ritmo rápido, como se gosta.

No final, surge o último tema que ameaça ser o melhor do disco, isto pleno em braço-de-ferro com "...Trotil". O título do tema «Cucaracha Da Cerveja» diz tudo! Em ritmo quase colado ao popular "La Cucaracha", traz a festa total! Esta faixa anima até um funeral! Promete meter tudo em festa, de norte a sul do país. Quando a pandemia acabar, vai ser o hino oficial de Portugal! "Quero cerveja, muita cerveja... até o fígado aguentar...". Há acordeão a acompanhar, uns laivos de trompete a animar a festa (quase em jeito de música dos balcãs, apesar de em momento muito curto). Os Zurrapa vão meter muita gente a mexer, ao vivo, com toda a certeza. Como referi, um braço-de-ferro, para se escolher a melhor faixa deste álbum.



Mesmo no fim há «Outro» em jeito de missão cumprida, com música e assobios do tema "The River Kwai March" (alusiva ao filme com o nome do rio).

São onze temas (mais a intro e outro) que nos deixam um sorriso na cara, ao final da audição. O álbum está disponível em formato CD, destaque também para o artwork do disco (as ilustrações, em jeito de notícias de jornal, as Zurrapa News, as fotos, a imagem da capa) e claro, as gravações dos temas, tudo contribui para um resultado muito, muito bom.

Na realidade o que interessa é a música, mas tudo ajuda. Parabéns aos Zurrapa, lançaram um trabalho que vai perdurar, principalmente a fazer a festa em muitas casas. Nas ´Billy sessions`está garantido.

Podem encomendar o álbum ou mesmo obter mais informação da banda acedendo aqui!


                                                                CD (edição de autor) 2020




Para relembrar, aqui fica a faixa «Hey! Quero Trotil», para quem não conhece, ficar com uma ideia da sonoridade da banda...









2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

zurrapa!!!!!!!!

1:36 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Zurrapaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

1:58 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home