sexta-feira, setembro 09, 2016

"Som Das Ruas - Vol. II" - review do disco


Já disponível há algum tempo, chegou-nos o segundo volume destas compilações que já ameaçam ser únicas, pelo trabalho apresentado, especialmente pela maneira como os discos são distribuídos (principalmente pelas bandas e lojas alternativas) e a um preço de venda extremamente convidativo.

De recordar que o primeiro volume foi considerado o disco de 2015 mais apreciado pelos leitores do Billy News, numa votação que decorreu no final do ano (podem ver em detalhe aqui).

Nesta segunda edição, uma das considerações que salta imediatamente à vista é de que há uma maior variedade na escolha de bandas e respectivos temas. O que não se traduz obrigatoriamente no termo ´sopa` na compilação.

O cuidado em escolher só bandas portuguesas activas e de não repetir nenhuma de compilação para compilação já por si é uma decisão de mérito. E claro, o carácter da escolha de bandas mais underground. sejam mais conhecidas ou mesmo mais discretas, a mostrar a sua sonoridade.





O "Som Das Ruas - Vol. II" inicia-se com os veteranos Peste & Sida (nem é preciso dizer mais nada), a faixa escolhida recaiu no "Estrela Da TV" do último trabalho «Não Há Crise». Punk, rock e ska saltitão, num tema alegre, mas ao mesmo tempo co uma temática mordaz e sarcástica.

Depois vem a frescura dos Artigo 21 (apesar de já terem alguns anos e álbum na mão), trazem a melodia punk directamente influência por bandas como Tara Perdida ou NOFX e Bad Religion. Muito ritmo, sentimento embutido, muita letra (às vezes um pouco demais para a métrica da música) e uma qualidade de som irrepreensível.

Logo de seguida, a crueza dos Clockwork Boys (como referi, a diversidade de temas, um após outro, no disco), com uma faixa típica da sonoridade da banda lisboeta. "Ela Gostava De Sado-Maso" tem muita guitarrada, letra a preceito e uma ´sujidade` intrínseca ao tema e espírito da banda.

Mais guitarradas para "Mais Depressa", um tema trabalhado mas algo complexo dos grandes Gazua.
Sonoramente bem conseguido, com bastantes variações e um trabalho na bateria de grande valor.

"Parafuso" dos Viralata é também um tema característico desta animada banda. As histórias de Ulisses cativam muita gente, esta alegoria a «Furo Na Cabeça» (dos Peste) é só mesmo na temática. aqui numa abordagem mais leve e divertida. Mais uma vez, uma gravação muito competente.

Os Taberna já há muito tempo andam a espalhar a sua sonoridade e espírito de festa, trazem-nos "Bota Abaixo" com esse espírito bem embebido (ou bebido?) da alegria no balcão dum bar, na companhia dos Mata-Ratos (há alguma influência, até nas vozes). Ideal para animar uma festa, sem dúvida.

Excelente o regresso dos Decreto 77 ao vivo e aqui em excelente forma com "My Own Thoughts And Ideals". Ritmo, melodia e balanço, o de sempre. Bom tema de uma boa banda.

Logo depois, os Disthrone trazem nova diversidade, com um som mais grave e pesado. "Alcool E Caos" é Crust/metal/d-beat da margem sul, ao vosso serviço.

Continuando na saga d-beat mas mais acelerado, segue-se a banda do porto, Dokuga. Com cerca de dez anos na bagagem, "Caminho Do Mal" entusiasma bastante, com muito punk na guelra. A banda sobressai em eventos do estilo.

Jackie D. altera novamente a sonoridade do disco, rock com algum stoner, com vocalizações e solos, que resultam numa mescla final intrigante, é exactamente o que "Nameless Solution" destes antigos membros de Barafunda Total, Grankapo e Custom Circus nos traz.

"On The Edge" dos Falcata é rock energético enraizado no espírito Oi!. Os Suspeitos Do Costume trazem uma boa faixa, com sonoridade que cativa facilmente e temática em "Remar Contra A Maré", que merece audição atenta.

Escorraçados é uma banda com algum tempo e com muita vontade de se fazer ouvir, aqui é punk rock directo com o tema-título. Curioso é o projecto franco-português Atlantes, com Rattus (Albert Fish/Crise Total, Facção Opposta), numa toada Oi!, simples e directa.

Mais crust e d-beat com os lisboetas Atomkrieg, formados com membros já experientes de outras bandas, "Innocent Lives" tem força. Já os The Carlos apresentam um rock´n´roll agitado em "Gypsy Airlines".

Mais peso de seguida com os Sangue-Xunga, "O Homem Rótulo" é punk com crust, com hardcore e derivados. Crú, duro, como se quer. Para variar, os Officer Dick trazem "Shakespearean Scheisse", uma viagem sonora com vozes algo megafónicas e muita deambulação rítmica. Há que experimentar, sim senhor.

Os Bad! seguem-se com "Hippie Hater", um hardcore com garra. "Abutres" dos Verme segue a mesma linhagem, com alguns pontos crust e metal.

Nova mudança sonora com os Mandrake, interessante projecto de Victor Torpedo (The Parkinsons) e Rattus (Albert Fish, ...) apenas instrumental, Rock, rock-a-billy, psycho, o que lhe quisermos apelidar. Ouvindo "Misterioso Mandrake" sabe a pouco, queremos mais.

Volta o punk sujo e crú com os Come-Cacos de Guimarães, "Coveiro" é daqueles temas que todos gostamos, guitarras corridas, com salpicos hardcore, cativa muito facilmente.

Há ainda o hardcore em "Rat Race" dos Kids Decay, o punk/crust speedado em "Into The Night" dos Vürmo e mesmo no final, o street-punk-oi! de "Guerra Foi Declarada"dos A Batalha.


Pela análise (que espero que estejam a ler na íntegra), podem desde já ficar elucidados quanto ao trabalho e toda a produção deste "Sons Da Rua Vol. II" que reúne tanta diversidade, repito, numa compilação de bandas activas!

Parabéns aos autores, Sindicato, bandas e outras editoras independentes que também contribuíram para este disco actual, que representa uma boa parte do que se passa no nosso país, a nível underground.

Portanto, um disco obrigatório para quem se interessa pelo que vai acontecendo.

Já há terceiro volume a ser preparado com edição prevista para breve.

Podem ouvir já abaixo alguns temas da compilação...
















3 comentários:

Billy disse...

***


Já disponível há algum tempo, com PESTE & SIDA, GAZUA, ARTIGO 21, CLOCKWORK BOYS, VIRALATA, TABERNA, DECRETO 77, DOKUGA, SUSPEITOS DO COSTUME, ATOMKRIEG, COME-CACOS e muitos mais!


***

Billy disse...

***************


Esta compilação foi lançada com o intuito de divulgar as bandas e de a distribuição ser efectuada pelas próprias, aborda-as para pedir condições de envio ou mesmo para adquirires em algum evento ao vivo.


***************

Billy disse...

***************


Links para contactar algumas das bandas:


https://www.facebook.com/PESTE.E.SIDA/?fref=ts

https://www.facebook.com/gazuarock/?fref=ts

https://www.facebook.com/artigo21punk/?fref=ts

https://www.facebook.com/clockworkboys/?fref=ts

https://www.facebook.com/viralatapunk/?fref=ts

https://www.facebook.com/decreto77/?fref=ts



***************